A saudade mata a gente

Braguinha & Antonio Almeida

Ouça a canção com gravações em tempos bem diferentes. 

Fiz meu rancho na beira do rio
Meu amor foi comigo morar
E na rede, nas noites de frio
Meu bem me abraçava pra me agasalhar

Mas agora, meu bem, vou-me embora
Vou-me embora, e não sei se vou voltar
A saudade, nas noites de frio,
Em meu peito vazio virá se aninhar
(bis)

A saudade é dor pungente, morena
A saudade mata a gente, morena
(bis)

Mas agora, meu bem, vou-me embora
Vou-me embora, e não sei se vou voltar
A saudade, nas noites de frio,
Em meu peito vazio virá se aninhar

A saudade é dor pungente, morena
A saudade mata a gente, morena.

Joao Leal Brito(Britinho)(1957)

Renato Braz & Ze Renato ao vivo(2010)

Wilson Simonal & Coro(1968)

Tags: Almeida / braguinha / Braz / Britinho / gente / Leal / Mata / Renato / saudade / Simonal /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *