Brasa

Lupicínio Rodrigues & Felisberto Martins

Samba da parceria Lupicínio Rodrigues & Felisberto Martins. Lupi o compôs ao testemunhar as brigas domésticas de seu irmão Francisco com a esposa, quando com eles morou uns tempos. Foi mais um grande sucesso de Orlando Silva, que o imortalizou na Odeon em 9 de março de 1945, sendo lançado em abril do mesmo ano, disco 12571-A, matriz 7772 (ouça adiante!).

Extraído de Samuel Machado da Silva.

 

X.X.X.X.X.X.X.X.X

 

Lupi tinha ido tentar a vida no Rio. Não rolou como ele esperava. Voltou e creiam: o emprego de bedel seguia lá, esperando por ele!

Ainda bem, porque até agora nada de Francisco Alves cumprir a promessa de gravar suas canções. Acabou furado por Orlando Silva. É quando a coisa começa a andar. Mesmo considerando a gravação de “Se Acaso Você Chegasse”, é com Orlando, “O Cantor das Multidões”, que Lupicínio surge efetivamente como um compositor nacional. O ano é 1945, e a música é o samba “Brasa”.

Extraído do livro “Uma História da Música de Porto Alegre”, do compositor e jornalista Arthur de Faria.

Orlando Silva(1945)

Tags: Brasa / Felisberto / lupicinio / Orlando /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Hugo Lemos disse:

Lupi foi um grande observador da vida.