De todas as maneiras

Chico Buarque

Aqui, ouça a canção com “roupagens” (gravações) diferentes. Depois, comente.

De todas as maneiras que há de amar
Nós já nos amamos
Com todas as palavras feitas pra sangrar
Já nos cortamos
Agora já passa da hora, tá lindo lá fora
Larga a minha mão, solta as unhas do meu coração
Que ele está apressado
E desanda a bater desvairado
Quando entra o verão

De todas as maneiras que há de amar
Já nos machucamos
Com todas as palavras feitas pra humilhar
Nos afagamos
Agora já passa da hora, tá lindo lá fora
Larga a minha mão, solta as unhas do meu coração
Que ele está apressado
E desanda a bater desvairado
Quando entra o verão

Angela Roro ao vivo(1993)

Maria Bethania ao vivo(2002)

Tags: Bethania / Buarque / maneiras / Roro / Todas /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


Paulo Roberto Victer disse:

Linda canção ! Tenho que reconhecer, que a música de Chico fala por nossas experiências, mas nós não conseguimos verbalizá-las. Quando a ouvimos, nos identificamos e dizemos para nós mesmos : era o que eu queria dizer ! Fico com a segunda com Betânia ! Apesar de não achar Betânia especial, sem dúvida a sua interpretação foi muito mais a meu gosto do que com a Ângela Roro.