Lembranças

Raul Sampaio & Benil Santos

Embora autor de repertório eclético, que vai do carnaval (“Eu chorarei amanhã”) ao mais intenso romantismo, é neste último estilo que melhor se exprime a ele pertencendo “Lembranças” (“Lembro um olhar / lembro um lugar / teu vulto amado / lembro um sorriso / e o paraíso! que tive ao teu lado”) e “Quem eu quero não me quer” (“Quem eu quero não me quer / quem me quer mandei embora / e por isso eu já não sei! o que será de mim agora”), sua canção mais gravada, inclusive com uma versão mexicana de Agustín Lara, que saiu inicialmente sem o seu nome.

Capixaba de Cachoeiro de Itapemirim, Raul Sampaio homenagearia a sua cidade na composição “Meu pequeno Cachoeiro”, o hino do município de Cachoeiro do Itapemirim, e que, além de sua gravação (em 63), foi sucesso na voz de Roberto Carlos (em 70), outro ilustre cachoeirense (Confira em ‘A canção contada’) (A Canção no Tempo – Vol. 2 – Jairo Severiano e Zuza Homem de Mello – Editora 34).

Extraído de http://cifrantiga3.blogspot.com.br

 

X.X.X.X.X

 

Clássico inesquecível do samba-canção, lançado pela RGE no LP “Miltinho é samba”, em outubro de 1961, sendo reeditado, em janeiro de 62, no 78 rpm 10368-B, matriz RGO-2222 (ouça adiante!), certamente para não atrapalhar o lado A, “Meu nome é ninguém”, de Haroldo Barbosa e Luiz Reis, outro hit estrondoso do cantor.

Extraído de Samuel Machado Filho

Miltinho(1961)

 

X.X.X.X.X

 

Assim como a canção de autoria de Raul Sampaio & Benil Santos recebeu inúmeras gravações (confira em ‘O tempo não apagou’), o tema “Lembranças” dá nome a outras tantas (confira em ‘O poder da criação’).

 

 

Tags: Benil / lembranças / Miltinho / Sampaio /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *