Ninguém me ama

Antonio Maria & Fernando Lobo

A onda do bolero que invadiu o Brasil no final dos anos quarenta, acabou por influenciar o surgimento do fenômeno “samba-de-fossa” que marcou a década seguinte.

Surgiriam, assim, dezenas de composições que contavam desenganos, solidão, amores infelizes, muitas delas tendo com cenário bares e boates.

Como figuras primordiais, responsáveis mesmo pela iniciação do movimento, podem ser apontadas o compositor Antônio Maria e a cantora Nora Ney. Dele são as melhores peças do gênero e dela as melhores interpretações, como acontece em “Ninguém me ama”, paradigma do samba-de-fossa e sucesso nacional.

Extraído de http://cifrantiga3.blogspot.com.br

 

X.X.X.X.X

 

Os amigos pernambucanos Antônio Maria e Fernando Lobo fizeram um acordo: qualquer música de um seria assinada também pelo outro. O projeto sucumbiu logo no primeiro disco, como conta João Máximo. “Ninguém me ama”, na voz de Nora Ney, era só de Maria, mas Lobo saboreava o sucesso como se tivesse participado de sua criação. Brigaram e desfizeram a parceria.

Extraído de João Máximo em http://www.radiobatuta.com.br

 

X.X.X.X.X

 

Clássico do samba-canção e da dor-de-cotovelo, de autoria exclusiva de Antônio Maria, mas tendo Fernando Lobo como parceiro, por acordo que havia entre ambos. Saiu no lado B do segundo disco de Nora Ney, o Continental 16636, entre setembro e dezembro de 1952, matriz C-2913 (ouça adiante!). Foi com Nora que o cantor norte-americano Nat King Cole aprendeu esta música, e a gravou em português mesmo, durante sua temporada no Brasil, em 1959 (confira em ‘O tempo não apagou’). A própria Nora Ney regravaria este clássico em outras oportunidades, além de interpretá-lo no filme “Carnaval Atlântida”. Direitos fonográficos reservados à Warner Music Brasil Ltda., uma empresa Warner Music Group. ISRC: BRWMB-9800458.

Extraído de Samuel Machado Filho

Nora Ney(1952)

 

X.X.X.X.X

 

Dercy Gonçalves conseguiu transformar um clássico da fossa, “Ninguém me ama”, numa cena cômica, em clipe no filme ‘Depois eu conto'(1956)

Extraído de Danieli Moreira

 

 

 

 

 

 

 

 

Tags: ama / Lobo / Maria / ninguém / Nora /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *