Porta estandarte

Geraldo Vandré & Fernando Lona

1966, 05 de junho – “Porta estandarte” (Fernando Lona / Geraldo Vandré) ganha o primeiro lugar no Festival Nacional de Música Popular (TV Excelsior – SP). Interpretação: Tuca e Airto Moreira.

Fernando Lona compôs com Geraldo Vandré a marcha-rancho “Porta estandarte”, seguindo a mesma ideia do contraponto entre as vozes de um homem e uma mulher já utilizado na canção “Samba em prelúdio”, (Baden Powell / Vinicius de Moraes) que se tornara sucesso na voz de Vandré e Ana Lúcia, registrada no disco 78 RPM  Áudio Fidelity 78-091 em 1962. A composição de Baden-Vinicius é definida por Zuza Homem de Mello como um “samba-canção chopiniano”.

Lona, que se encontrava de férias com Geraldo Vandré em Penápolis, teria composto a melodia de Porta Estandarte, e Vandré a letra, segundo o mesmo Zuza: […] “O engenhoso esquema da canção que fizeram consiste em ter a mesma sequência harmônica para duas melodias diferentes, a primeira cantada pelo homem, a segunda pela mulher. Ambos cantam sozinhos e depois repetem suas partes encaixadas uma na outra” […]
Mello, Zuza Homem de. A Era dos Festivais. São Paulo: Ed. 34, 2003.

“Porta estandarte” por Fernando Lona no seu único LP (Cidadão do Mundo – 1977):

Luis Vieira, que cumpria jornadas profissionais constantes na Bahia, apresentando programas de televisão, foi quem convidou Fernando Lona para tentar a carreira artística em São Paulo. O escritório de Vieira na rua João Adolfo, próximo à TV Excelsior, se tornaria o dormitório improvisado de Lona por uns quatro meses, antes de vencer o II FNMP da Excelsior e dividir com Vandré o prêmio de 20 milhões.  Além de não dar continuidade à dupla, Fernando Lona não investiria na participação em outros festivais, como Vandré. Mas estabeleceu-se em São Paulo, só retornando para Salvador em 1972, onde permaneceu, ainda que viajando sempre para participar de espetáculos teatrais.

1966, junho – Uma semana após o resultado do festival, Geraldo Vandré registrava em vinil a música “Porta estandarte” com a cantora Tuca, gravação que a Chantecler lançaria ainda no mês de junho (ouça adiante!).

1966 – Geraldo Vandré & Tuca – CPS Berimbau de Ouro – Porta Estandarte – Chantecler S 7” nº C-33.6200

FAIXAS:
A. Porta Estandarte (Fernando Lona / Geraldo Vandré)
B. Você Que Não Vem (Geraldo Vandré)

1966, novembro – Segunda gravação de Geraldo Vandré para a marcha-rancho, desta vez com Théo, Heraldo (dois violões) e coro. Esta gravação foi lançada em single e viria, posteriormente, a ser a primeira faixa do terceiro LP do cantor Cinco Anos de Canção. (Som/Maior)

1966 – Geraldo Vandré – Compacto Simples – Som/Maior SMCS-112

FAIXAS:

1. Porta Estandarte (Geraldo Vandré / Fernando Lona)
Com o Trio Novo (Airto Moreira / Heraldo do Monte / Théo de Barros)
2. Rosa Flor (Baden Powell / Geraldo Vandré)
Com o Trio Novo e Os 3 Moraes (Jane, Sidney e Roberto Espírito Santo)

OUTRAS GRAVAÇÕES DE PORTA ESTANDARTE (confira em ‘O tempo não apagou’):

1966 – Geraldo Vandré – LP Cinco Anos de Canção – Som/Maior LP SMLP 1526

FAIXA A-1. Porta Estandarte.
RGE LP 303.2001, A-1.

1966 – Dalva de Oliveira – Lado B do compacto da Odeon – Odeon S 7” nº 7B-1971966

Roberto Amaral – LP De Brasil – Carnaval 67 (Vários intérpretes) – Fermata LP FB 162,

FAIXA B-1. Porta Estandarte 1966 – Os Poligonais (Vicente de Paula Salvia / Edmar Antonio de Tomy “Pia” / Oswaldo / José Albino Pestana / Vidal Sbrighi / Sérgio) – LP Novas Idéias – 
Farroupilha LPFA-421

FAIXA B.5. Porta Estandarte.
1967 – Dalva de Oliveira – LP A cantora do Brasil – Odeon LP MOFB 3484

FAIXAS:

B-1. Porta Estandarte

1968 – LP Helena De Lima e a Banda da Polícia Militar do Estado da Guanabara –
RGE LP XRLP 5.318

FAIXA A-4. Porta Estandarte.
Reeditado (1969) Premier PRLP 1068, A-4.
1977 – Fernando Lona LP Cidadão do Mundo. Faixa A-5

Extraído de http://tempomusica.blogspot.com.br

Geraldo Vandre & Tuca(1966)

Tags: estandarte / Lona / porta / Tuca / vandre /
  • Compartilhe:

Escreva um comentário:

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *